Generalidades Poder Serviços Sociedade Márcio Rubens

BRIGADA DE INCENDIO MUNICIPAL, UMA NECESSIDADE RECORRENTE

Neste artigo o autor evidencia diversos aspectos sobre incêndios no município de Óbidos expõe a necessidade de ser criada a Brigada de Incêndio Municipal...

BRIGADA DE INCENDIO MUNICIPAL, UMA NECESSIDADE RECORRENTE

Recentemente, uma grande quantidade de fumaça e o forte fedor de queimado tomou conta de alguns bairros da Cidade de Óbidos e bastava olhar para o horizonte e era possível visualizarmos a origem do incômodo, tratava-se de mais um incêndio na mata próximo ao Bairro Bela Vista. Imediatamente as redes sociais como o Facebook e Whatsapp já evidenciavam inúmeras fotos e compartilhamentos sobre o incêndio.

No dia 27 de agosto de 2017 teve início um novo incêndio envolvendo madeira apreendida pela SEMA municipal e olha que não foi o primeiro com característica criminosa, mas que destruiu várias centenas de metros cúbicos do produto, consolidando mais um prejuízo ambiental e social sem precedentes em relação a floresta derrubada nesta terra.

Em 2012, tivemos um incêndio em uma residência sito à Avenida Nelson Souza em que os proprietários tiveram perdas imensuráveis pelo lado psicológico e material devido à falta de equipe de combate a incêndios e equipamentos adequados para lidar com a situação, precisando inclusive, que moradores da cidade se solidarizassem ajudando a apagar o incêndio, adquirindo tubos para conduzir água de locais distantes, pois não chegava um carro pipa e quando chegou ainda estava com problemas na bomba, um caos… veja reportagem publicada no blog amamosobidos.blogspot.com clicando no link http://amamosobidos.blogspot.com.br/2012/03/corre-corre-incendio-em-obidos-o-que.html.

Em se tratando de incêndios não é difícil nos depararmos com algum foco pela cidade ou arredores, como o que virou notícia novamente no Blog amamosobidos.blogspot.com em que a Serra da Escama estava em perigo, veja o link http://amamosobidos.blogspot.com.br/2012/11/fogo-na-aba-da-serra-preocupa-moradores.html.

Não é de hoje que vimos um Veículo de uso exclusivo de bombeiros, pequeno porte, que foi sendo sucateado há vários anos na secretaria de infraestrutura, diga-se de passagem, que essa viatura foi recebida em perfeito estado de funcionamento, inclusive sendo visto circulando vez ou outra pelas ruas da cidade, mas, atualmente nossa equipe de informações nos relataram que não pode circular por falta de peças… Em virtude desse fato, solicitamos informações do atual Secretário de Infra Estrutura, este blog está aberto para repassar aos leitores informações oficiais sobre essa viatura.

Há dois anos atrás, quando da greve dos trabalhadores públicos estaduais por causa da antiga escola São José abriu-se uma discussão acerca da estrutura física do prédio, onde foi essencial o parecer do Corpo de Bombeiros de Santarém em que já havia emitido um laudo técnico em 2009 que definia que o referido imóvel precisava de reforma estrutural urgente, o que não foi executado pela SEDUC-Pa. Mesmo assim, alunos e funcionário continuaram a utilizar o prédio até que o forro começou a desabar, ainda bem que foi só forro, pois evidenciou serias possibilidades de desabamento o que poderia ser fatal para funcionários e alunos, o que novamente foi comprovado com novo Laudo do corpo de Bombeiros de Santarém.

laudo são josé final      laudo são josé

Diante de toda essa problemática, o que preocupa é que mesmo havendo essas inúmeras situações, não houve e não há até o presente momento, nenhum indicativo de que será, enfim, criada a Brigada de Incêndio, Corporação ou Corpo de Bombeiros, neste município e olha que além de lidar com incêndios, os profissionais que atuam nessa área, tem que fazer inspeção constante de casa de shows, estádios, estabelecimentos comerciais, escolas, instituições públicas e privadas as mais diversas uma vez que precisam estar de acordo com os referenciais técnicos de segurança e claro que não devemos viver sob a dependência do Corpo de Bombeiros de Santarém para vir resolver nossos problemas.

Mas é preciso considerar o fato de que dificilmente teremos de pronto a implantação do Corpo de Bombeiros, mas LEI Nº 13.425, DE 30 DE MARÇO DE 2017 publicada no (DOU em 31/03/2017) que estabelece diretrizes gerais sobre medidas de prevenção e combate a incêndio e a desastres em estabelecimentos, edificações e áreas de reunião de público, já em seu Art. 3º  Cabe ao Corpo de Bombeiros Militar planejar, analisar, avaliar, vistoriar, aprovar e fiscalizar as medidas de prevenção e combate a incêndio e a desastres em estabelecimentos, edificações e áreas de reunião de público, sem prejuízo das prerrogativas municipais no controle das edificações e do uso, do parcelamento e da ocupação do solo urbano e das atribuições dos profissionais responsáveis pelos respectivos projetos. Porém, o Parágrafo 2º deste mesmo artigo define que: Os Municípios que não contarem com unidade do Corpo de Bombeiros Militar instalada poderão criar e manter serviços de prevenção e combate a incêndio e atendimento a emergências, mediante convênio com a respectiva corporação militar estadual.

Portanto, já há a alguns anos um grupo de pessoas que tem formação técnica, cursos diversos na área de prevenção e combate a incêndios e desastres e que nunca foram aproveitados efetivamente pelas administrações públicas deste município, só são chamados para eventos anuais, como o carnaval.

Vejamos então, se há uma predisposição técnica em indivíduos que buscaram por conta própria a qualificação para atuar nesse segmento será muito eficaz para sociedade civil organizada e não organizada, empresários, vereadores se juntarem para solicitar da atual administração pública a assinatura do convenio com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado, para criar a Brigada de Incêndio Municipal, com o intuito de que o patrimônio público e privado não venha a ser destruído por incêndios sem que possamos ter uma equipe treinada que possa lidar com a situação sinistra de incêndios, queimadas, afinal ninguém quer ver seu patrimônio que a custo de muito trabalho e dedicação, que durou anos e anos a ser construído como casas, lojas, prédios públicos e também o patrimônio natural e nosso município serem destruídos rapidamente pelo fogo, o que pode acontecer a qualquer momento.

Por Márcio Rubens

Ajude a manter este Blog, faça sua doação





Sobre o autor | Website

Márcio Rubens é Licenciado Pleno e Bacharel em História pela UFPA

Cadastre-se!

Receba atualizações do site

e Ganhe livros, é Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Obrigado por seu comentário

Seja o primeiro a comentar!