EDUCADORES ENTRARÃO EM GREVE POR NÃO PAGAMENTO DE SALÁRIOS

Neste artigo o autor revela aspectos da greve em Óbidos-Pará, veja...

CRIE SEU BLOG OU SITE

Já está sendo veiculado na mídia e nas repartições púbicas que a partir de segunda feira os profissionais da educação entrarão em Greve em virtude de atraso no pagamento de salários. Nesse sentido e visando levar esclarecimento aos nossos leitores entramos em contato com Derinaldo Biá; Presidente do Sindicato para que pudesse sanar algumas dúvidas que tínhamos sobre o assunto.

Fivelando: Bom dia Derinaldo – Sobre o objeto da greve, ou seja, o que levou a deflagração da greve?

Derinaldo: Bom dia companheiro, em relação à deflagração de greve, o objeto da mesma é o não pagamento do salário de dezembro/2017, assim como pela reprovação dessas práticas governamentais que se repetem todos os anos, em ralação as categorias, somente a educação está com salários em atraso, as demais como saúde, administração direta já receberam seus vencimentos no decorrer do mês, em especial no período pertinente a publicação do edital de convocação.

Fivelando: Sobre o período legal para a deflagração da greve

Derinaldo: A greve iniciará 72 h a partir do protocolo de entrega da documentação, dando ciência ao governo da decisão tomada pela Assembleia Geral, creio que a partir do dia 29.01.2018.

Entendemos que mesmo com as notas de esclarecimento da Prefeitura, fica uma dúvida sem resposta: Para que esteja em atraso o pagamento de salários da educação não houve repasses dos recursos do FUNDEB, do governo federal para o município, recurso que é especifico a esse fim? Se houve o repasse porque não foi executado o devido pagamento de proventos?

Duvidas à parte, mas, o que fica claro é que os profissionais da educação optaram por lutar por seus direitos…

Por Márcio Rubens

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Obrigado por seu comentário

Seja o primeiro a comentar!